Propostas Potentes na Educação Infantil

O Curso Propostas Potentes na Educação Infantil pretende proporcionar momentos de reflexão, debates e mediação do conhecimento de práticas intencionais na Educação Infantil, buscando aportes teóricos relevantes para o Ensino- aprendizagem, e potencializando os olhares sensíveis e críticos ao buscar registros e documentação para o desenvolvimento infantil. PROGRAMAÇÃO: 16\04- Direitos contemplados pela BNCC e Campos de Experiência; 23\04- Brincadeiras como Práticas Potentes; 30\04 ? Materiais não Estruturados; 07\05 - Elementos da Natureza; 14\05 ? Brincar Heurístico; 21\05- Cesto de Tesouros; 28\05 - Bandeja de Experimentação; 04\06 ? Jogo Heurístico; 11\06- Documentação, Registros;
Realização: 16/04/2021 às 19h00 até 11/06/2021 às 21h30
Inscrições: até 10/06/2021 às 14h00


Programação
Existem atividades obrigatórias que estão sem vagas neste momento.

Experiências para a educação ? A abordagem Indígena em sala de aula

A Lei 11.645/2008 altera a Lei 9.394/1996 tornando obrigatório o estudo de História e Cultura afro-brasileira e indígena nas escolas públicas e privadas de todo os país. Essa lei inclui no currículo oficial como obrigatoriedade temática a ?História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena?, promovendo a interculturalidade no âmbito educacional. A lei possibilita a utilização de uma nova abordagem didática, não retratando os grupos afro-brasileiros e indígenas como sujeitos resumidos a escravidão e do preconceito, os retratando a sua importância e reconhecimento como pilares da formação da sociedade brasileira (CRUZ, 2013). Dentro do campo educacional é necessária a promoção de metodologias e propostas didáticas a fim de promover o diálogo entre as variedades socioculturais (GOULARTE, 2013). A educação brasileira, principalmente pela formulação de políticas públicas como a Lei 11.645/2008, tem auxiliado na efetivação e garantia dos direitos conquistados pela luta de diversos grupos sociais, mas ainda se encontram em defasagem tanto pela sua ausência nos currículos escolares ou pela forma que são trabalhados (JESUS, 2013). Este processo é analisado e refletido dentro das instituições de ensino, com recorte à ?História e Cultura Indígena?, onde os docentes da rede pública apontam dificuldades em trabalhar as temáticas, e como os acadêmicos de licenciatura, apontam também a dificuldade em encontrar bases formativas, acarretando num obstáculo na compreensão de pontos culturais e sociais Indígenas. No formulário aplicado com docentes e acadêmicos de licenciatura do País, perguntou-se, ?qual sua maior dificuldade ao aplicar e compreender a temática (História e Cultura Indígena)?? e obteve-se as seguintes respostas: Acadêmico 1 - Gostaria de entender como e quais as melhores formas de trazer esse assunto às aulas, se é possível trazer essa temática nos anos iniciais do ensino fundamental; Acadêmico 2 - Língua, História/origem, hábitos e costumes; Docente 1 - Entender a verdadeira formação do povo indígena; Docente 2 - Fontes literárias que versam sobre o tema; Docente 3 - Material didático e de pesquisa; Docente 4 - Ficar na superficialidade, trajes e comidas. Quero ensinar com responsabilidade e respeito à diversidade. Como apontado por Cruz e Jesus (2013), o professor é mediador do conhecimento e carrega a responsabilidade de transmiti-los, de forma em que não ferem nenhuma identificação social, onde devem ensinar que, nas palavras de Cruz e Jesus (iden), a nação brasileira é fundamentalmente pluriétnica e que nenhum grupo ou povo é superior ao outro, é importante para construir junto com esse aluno a noção de heterogeneidade cultural, diferença e respeito; desta forma, questiona-se como formar docentes e acadêmicos de licenciatura do Brasil para a aplicação significativa da temática História e Cultura Indígena em sala de aula, considerando a Lei 11.645/08? Com base no exposto, acredita-se que ofertar uma formação continuada gratuita e online, auxiliaria para sanar as dificuldades de aplicação da temática, bem como trabalhará e promoverá discussões referentes à cultura e história Indígena de forma respeitosa, além de instruir e disponibilizar materiais de apoio, para assim enriquecer a formação e alcançar os objetivos determinados. TEMÁTICAS ABORDADAS: Parâmetro geral da História e Cultura Indígena Brasileira; Métodos para trabalhar História e Cultura Indígena na educação básica; Aplicação significativa da Lei 11.645/08 em sala de aula.
Realização: 03/05/2021 às 19h00 até 30/06/2021 às 21h00
Inscrições: até 15/05/2021 às 18h00


Inscrever-se Programação

Inteligência Emocional e Liderança Positiva

Módulo específico para alunos de ADM Polo Nutrimental sobre Liderança Positiva e Inteligência Emocional
Realização: 13/05/2021 das 19h00 às 22h00
Inscrições: até 13/05/2021 às 12h00


Inscrever-se Programação

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com a Secretaria Acadêmica através do telefone: (45) 2105-9015 ou por e-mail: secretaria@uniamerica.br.

Obrigado!